Poéticas pandêmicas no corredor de vozes: os discursos da apropriação e da reciclagem

Palavras-chave: Poéticas pandêmicas, Apropriação, Reciclagem, Práticas discursivas

Resumo

O tempo de pandemia foi (e ainda é) o novo tempo, o tempo da vida remota dependente das telas que, sob a variedade de formatos e gêneros, gerou a profusão de novos conteúdos e novos procedimentos discursivos contaminados pela avassaladora ação de um vírus. Neste cenário, o trânsito entre as matérias jornalísticas e as manifestações artísticas esteve presente em outdoors, vídeos, performances e instalações. O mundo se reorganizou e, nesse processo, foram significativas as narrativas sobre esse “novo mundo”. Assim, é diante da diversidade de discursos, de contextos comunicativos e de suportes que se localiza o objeto de nosso estudo: interessa-nos abordar nas poéticas pandêmicas os procedimentos de apropriação e reciclagem presentes nas práticas discursivas de algumas das manifestações da produção artística.

Referências

Fontes

ADORO CINEMA. Moça com brinco de pérola. Adoro Cinema. [s.I.]. Disponível em: https://bit.ly/3h5tWJi. Acesso em: 06 set. 2021.

ALMODÓVAR, Pedro. El largo viaje hacia la noche. 30 mar. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3h8Km3F. Acesso em: 06 set. 2021.

ANVISA. De acordo com a... Instagram. 20 nov. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3yOofWn. Acesso em: 06 set. 2021.

ARTSOUL. M.A.P.A. ArtSoul. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3DSpGH2. Acesso em: 06 set. 2021.

BANIWA, Denilson. Máscara para rituais do mundo em crise. IMS Quarentena. 08 maio 2020. Disponível em: https://bit.ly/3nbGov0. Acesso em: 06 set. 2021.

BEIGELMAN, Giselle. Coronário. IMS Quarentena. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3zRR0ma. Acesso em: 06 set. 2021.

BRUSCKY, Paulo. “A virulência da arte supera a solidão... Viva Projects. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3l2jWBO. Acesso: 06 set. 2021.

FOLHA DE S. PAULO. Em nova obra, Banksy faz paródia de pintura do século 17. Folha de S. Paulo. 21 abr. 2014. Disponível em: https://bit.ly/3h5werS. Acesso em: 06 set. 2021.

INSTITUTO BUTANTAN. Entenda o que é uma pandemia e as diferenças entre surto, epidemia e endemia. Instituto Butantan. 05 jul. 2021. Disponível em: https://bit.ly/3tiHEO1. Acesso em: 06 set. 2021.

MEDICOM. Tipos de Máscaras na prevenção do Covid-19: como utilizá-las? Medicom. 11 maio 2020. Disponível em: https://bit.ly/3n5qVfV. Acesso em: 06 set. 2021.

OLIVEIRA, Samantha. Com ascensão do coronavírus, máscaras de proteção customizadas viram “tendência”. UOL. Disponível em: https://bit.ly/3tiI1bn. Acesso em: 06 set. 2021.

PORTAL G1. Com aumento de mortes, Manaus passa a ter enterros noturnos e caixões empilhados em cemitério. Portal G1 Amazonas. 28 abr. 2020. Disponível em: https://glo.bo/38Llaf2. Acesso em: 06 set. 2021.

PORTAL G1. ONG abre “covas” na areia da praia de Copacabana em protesto contra ações do governo diante da pandemia. Portal G1 Rio de Janeiro. 11 jun. 2020. Disponível em: https://glo.bo/3zQq7ze. Acesso em: 06 set. 2021.

RODRIGUES, Rodrigo; PAULO, Paula Paiva. Maior cemitério da América Latina enterra 1.654 pessoas em SP em abril. Portal G1 São Paulo. 01 abr. 2020. Disponível em: https://glo.bo/3E3yaLn. Acesso em: 09 set. 2021.

SANDLE, Paul. Obra de Bansky em cidade inglesa ganha máscara facial contra coronavírus. Folha de S. Paulo. 23 abr. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3BP568O. Acesso em: 06 set. 2021.

SANTORO, Rodrigo. Esses filmes representam parte... Instagram. 09 maio 2020. Disponível em: https://bit.ly/3n8HlEk. Acesso em: 06 set. 2021.

VILANOVA, Roberto. Uso adequado de máscara ajuda a reduzir contaminação pelo novo Coronavírus. Agência Pará. 10 abr. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3n5sIl9. Acesso em: 06 set. 2020.

WALTER, Jan. Pandemia leva brasileiros a reivindicar o luto por seus mortos. DW notícias. 08 ago. 2020. Disponível em: https://bit.ly/38N1Lu9. Acesso em: 06 set. 2021.

WIKIPÉDIA. Misje met de parel. Wikipédia. [s.I.]. Disponível em: https://bit.ly/2YxaQ8J. Acesso em: 06 set. 2021.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Por uma ontologia e uma política do gesto. Caderno de Leituras, n. 76, p. 1-6, 2018.

AGAMBEN, Giorgio. Ninfas. São Paulo: Hedra, 2012.

AGAMBEN, Giogio. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 2014.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Rio de Janeiro: Ed. Forense-Universitária, 1981.

BAMBOZZI, Lucas. Microcinema e outras possibilidades do vídeo digital. São Paulo: @Livros Digitais, 2009.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2019.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1986.

BOURRRIAUD, Nicolas. Pós-produção: como a arte reprograma o mundo contemporâneo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

CAMUS, Albert. A peste. Rio de Janeiro: Record; EPUD, 2019.

CHEVALIER, Tracy. Moça com brinco de pérola. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.

CORRIGAN, Thimothy. O filme-ensaio: desde Montaigne e depois de Marker. Campinas: Papirus, 2015.

DIDI-HUBERMAN, Georges. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 2010.

FIELD, Syd. Manual do roteiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

LÈVINAS, Emmanuel. Totalidade e infinito. Lisboa: Edições 70, 1980.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

SCHIAVINATTO, Iara Lis. Revista Studium, n. 29, p. 103-111, 2009.

Publicado
2021-09-15