Imagens vivas de mundos passados: as reminiscências alegóricas nas fotografias do centro de Florianópolis, em Santa Catarina, Brasil

Palavras-chave: Imagens, Alegoria, Florianópolis, Benjamin

Resumo

O presente artigo pretende colocar em diálogo a ideia de tempo e alegoria em Walter Benjamin como instrumentos de análise de fotografias de paisagens do Centro de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Nas teses sobre o conceito de história, Benjamin (1987) afirma que a verdadeira imagem do passado perpassa veloz pelos tempos, pois o passado é fixado como imagem que relampeja irreversivelmente no momento em que é reconhecido. Metodologicamente, optamos por fotografar cenários do centro de Florianópolis, intencionalmente escolhidos para discutir as ideias de Benjamin sobre alegoria, e trazer essas imagens como fios de condução para pensar suas ideias e a história da cidade. Como resultado, identificamos que a arquitetura dos prédios e os monumentos das praças da cidade são constituídos por fragmentos do passado que permanecem até o presente, mas que também observamos essas permanências nas pessoas que circulam e na rotina que ocupa o espaço.

Referências

BARTHES, Roland. A mensagem fotográfica. In: LIMA, Luiz Costa (Org.). Teoria da cultura de massa: introdução. São Paulo: Paz e Terra, 2000, p. 325-340.

BELTING, Hans. Por uma antropologia da imagem. Concinnitas, v. 2, n. 8, p. 64-78, 2005.

BENJAMIN, Walter. Origem do drama barroco alemão. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1984.

BENJAMIN, Walter. Sobre o Conceito de História. In: BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas: v. 1. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1987, p. 222-234.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

CANABARRO, Ivo. Fotografia, história e cultura fotográfica: aproximações. Estudos Ibero-Americanos, v. 23, n. 2, p. 23-39, 2005.

CIAVATTA, Maria. O mundo do trabalho em imagens: memória, história e fotografia. Revista Psicologia, Organizações e Trabalhos, v. 12, n. 1, p. 33-45, jan./abr. 2012.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Ante el tempo: historia del arte y anacronismo de las imágenes. Buenos Aires: Adriana Hidalgo Editora, 2011.

DIDI-HUBERMAN, Georges. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante do tempo: história da arte e anacronismo das imagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2015.

FLORES, Maria Bernadete Ramos. Elogio do anacronismo: para os andróginos de Ismael Nery. Topoi, v. 15, n. 29, p. 414-443, 2014.

FONTANARI, Rodrigo. Roland Barthes e a fotografia. Discursos fotográficos, v. 6, n. 9, p. 53-76, 2010.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

LACERDA, Juliana Andrade de. O tempo anacrônico nos Atlas de Warburg e Richter. 94f. Mestrado em Artes da Escola de Belas Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2014.

MERCADO PÚBLICO FLORIANÓPOLIS. A história do Mercado Público de Florianópolis. Mercado Público Florianópolis. 2018. Disponível em: http://www.mercadopublicofloripa.com.br/sobre-o-mercado/. Acesso em: 01 mar. 2021.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, v. 10, p. 7-28, dez. 1993.

Publicado
2021-04-28