Política para melhoria do ensino de graduação em uma universidade pública: a experiência do Programa de Fortalecimento Acadêmico na UPE

Palavras-chave: Ensino de graduação, Programa de Fortalecimento Acadêmico, Fomento

Resumo

O presente artigo discute a implantação do Programa de Fortalecimento Acadêmico na Universidade de Pernambuco e como este programa tem impulsionado o ensino de graduação, através do fomento de projetos de três ações específicas desta política institucional: inovação pedagógica, vivência de componentes curriculares e iniciação à docência através da monitoria. As análises dos resultados das ações, nos últimos cinco anos, foram realizadas numa perspectiva qualitativa, através de um estudo descritivo, que buscou a compreensão de cada ação. Com a aplicação de perspectivas metodoló-gicas múltiplas, construídas pelos docentes participantes dos projetos, o Programa de Fortalecimento Acadêmico tem contribuído para a elevação do nível de qualidade das atividades desenvolvidas para o ensino nas diversas graduações oferecidas pela instituição.

Referências

ASSIS, Renata Machado de; BONIFÁCIO, Naiêssa Araújo. A formação docente na universidade: ensino, pesquisa e extensão. Educação e Fronteiras On-Line, v. 1, n. 3, p. 36-50, set./dez. 2011.

BASTOS, Maria Helena Camara. O ensino mútuo no Brasil (1808-1827). In: BASTOS, Maria Helena Camara; FARIA FILHO, Luciano Mendes de (Orgs.). A escola elementar no século XIX. Passo Fundo: Ed. UPF, 1999, p. 95-118.

BORDAS, Mérion Campos. Formação de professores do ensino superior: aprendizagens da experiência. In: Reunião Anual; da ANPED. Anais... Caxambu: ANPED, 2005, p. 1-17.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Gráfica, 1988.

CHAVES, Marcia; GAMBOA, Silvio Sanchez. Prática de ensino: formação profissional e emancipação. Maceió: EDVFAL, 2000.

COÊLHO, Ildeu Moreira. Formação do educador: dever do estado, tarefa da universidade. In: BICUDO, Maria Aparecida Viggiani; SILVA JÚNIOR, Celestino Alves da (Orgs.). Formação do educador: dever do estado, tarefa da universidade. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996, p. 17-43.

CUNHA, Maria Isabel da. Aula universitária: inovação e pesquisa. In: LEITE, Denise; MOROSINI, Marília (Orgs.). Universidade futurante. Campinas: Papirus, 1997, p. 79-94.

FÁVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque. Produção e apropriação do conhecimento da universidade. In: MOREIRA, Antonio Flavio (Org.). Conhecimento educacional e formação do professor: questões atuais. São Paulo: Papirus, 1994, p. 53-70.

FERNANDES, Daniele Cristina Alves et al. Contribuições da monitoria acadêmica na formação do aluno-monitor do curso de Enfermagem: relato de experiência. Debates em Educação, v. 12, n. 27, p. 316-329, jun. 2020.

FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo. Monitoria: uma modalidade de ensino que potencializa a aprendizagem colaborativa e autorregulada. Pro-Posições, v. 27, n. 1, p. 133-153, 2016.

GIROUX, Henry. Memória e pedagogia no maravilhoso mundo da Disney. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. Petrópolis: Vozes, 2011, p. 129-154.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

MORAES, Maria Célia Marcondes de. O processo de Bolonha vis a vis a globalização de um modelo de Ensino Superior. Perspectiva, v. 24, n. 1, p. 187-203, jan./jun. 2006.

PERRENOUD, Philippe. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artes Médicas,1999.

PRESTES, Emília Maria da Trindade; SOUSA JUNIOR, Luiz de. Expansão e financiamento da Educação Superior no contexto de crise econômica e de ajuste fiscal. Revista Educação em Questão, v. 55, n. 46, p. 161-187, 2017.

RODRIGUES, Eric Gabriel et al. Análise do uso de Problem-Based Learning no ensino de disciplinas de engenharia civil. Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Anais... Natal: UFRN, 2016, p. 1-10.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, Maria Luzitana Conceição dos. Inovação pedagógica e sustentabilidade na Educação Superior: um estudo de caso do programa de fortalecimento acadêmico da Universidade de Pernambuco. 240f. Mestrado em Gestão do Desenvolvimento Local Sustentável pela Universidade de Pernambuco. Recife, 2010.

SHÖN, Donald Alan. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Artmed: Porto Alegre, 2000.

VASCONCELOS, Maria Lúcia Carvalho. A formação do professor de 3º Grau. São Paulo: Pioneira, 1996.

TANEGUTTI, Luiza Yoko. PROJETO CNE/UNESCO 914BRZ1136.3: desenvolvimento, aprimoramento e consolidação de uma educação nacional de qualidade. Brasília: CNE, 2013.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. São Paulo: Vozes, 2002.

UPE. Estatuto da Fundação Universidade de Pernambuco – UPE. Recife: UPE, 2007.

Publicado
2021-01-07
Seção
A universidade como agente de desenvolvimento cultural, social e econômico