Avaliação dos egressos do curso técnico de administração do IFSC: formação profissional, empregabilidade e continuidade dos estudos

  • Vanessa Edy Dagnoni Mondini Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)
  • Marcio Henrique Fronteli Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)
  • Christina Hipólito Martinez Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)
Palavras-chave: Curso técnico, formação profissional, empregabilidade

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar os egressos do curso técnico de Administração do IFSC, campus Gaspar, sobre a formação profissional recebida, empregabilidade e continuidade dos estudos. A pesquisa descritiva, com abordagem quantitativa, envolveu 84 egressos dos Cursos Técnicos em Administração, do IFSC, campus Gaspar, oferecidos entre os anos de 2011 e 2017. Os dados foram coletados por meio de questionário estruturado adaptado do instrumento utilizado pelo MEC na Pesquisa Nacional de Egressos dos Cursos Técnicos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Os resultados indicaram que, de maneira geral, as avaliações dos egressos foram positivas e, tanto o curso quanto a instituição se mostraram capazes de influenciar positivamente os diversos aspectos das trajetórias acadêmicas e profissionais pesquisados.

Referências

AGUIAR, João Batista Teixeira de; SILVA NETO, José Moreira da. Características e fatores de sucesso no curso técnico de finanças do Instituto Federal de Rondônia. In: Colóquio Internacional de Gestão Universitária. Anais... Mar del Plata: Universidad Nacional de Mar del Plata; UFSC, 2017, p. 1-14.

AMARAL, Cláudia Tavares; OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro de. Educação profissional: um percurso histórico, até a criação e desenvolvimento dos cursos superiores de tecnologia. In: FIDALGO, Fernando; OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro de; FIDALGO, Nara Luciene Rocha (Orgs.). Educação profissional e a lógica das competências. Petrópolis: Vozes, 2007, p. 197-206.

ARAÚJO, Antônio José Negreiros; CHEIN, Flávia; PINTO, Cristine. Ensino profissionalizante, desempenho escolar e inserção produtiva: uma análise com dados do ENEM. Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE), v. 48, n. 1, p. 131-160, abr. 2018.

BERGER FILHO, Ruy Leite. Educação profissional no Brasil: novos rumos. Revista Iberoamericana de educación, n. 20, p. 87-105, 1999.

BETTIOL, Tania Mary. A empregabilidade como garantia de cidadania na educação da juventude na escola pública. In: Congresso Nacional de Educação; Encontro Sul Brasileiro de Pedagogia. Anais... Curitiba: PUCPR, 2009, p. 54-65.

BRASIL. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 1996. Disponível em: <http://bit.ly/37e9crM>. Acesso em: 20 set. 2019.

______. Ministério da Educação. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio: documento base. 2007. Disponível em: <http://bit.ly/33JvhNw>. Acesso em: 12 nov. 2019.

______. Ministério da Educação. Pesquisa nacional de egressos dos cursos técnicos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (2003-2007). Brasília: MEC, 2008.

______. Ministério da Educação. Surgimento das escolas técnicas. 2014. Disponível em: <http://bit.ly/2EWunCy>. Acesso em: 05 maio 2018.

______. Ministério da Educação. Institutos federais alinham currículo ao mercado; área é uma das prioridades do MEC. 2017. Disponível em: <http://bit.ly/2q8FSTn>. Acesso em: 12 nov. 2019.

CASAGRANDE, Elisabeth do Carmo Mendes; HENRIQUES, Francelino Alves. Avaliação socioeconômica e a inserção no mercado de trabalho dos alunos egressos curso técnico em química do IFSU – campus Barbacena. In: Encontro Nacional de Ensino de Química; Encontro de Educação Química da Bahia. Anais... Salvador: UFBA, 2012, p. 1-12.

DUARTE, Aline Fonseca Reggiani; ALVES, Shyrlleen Christieny Assunção. Trajetórias profissionais de técnicos de nível médio. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 4, n. 1, p. 128-151, jan./mar. 2017.

FIDALGO, Fernando; MACHADO, Lucilia (Ed.). Dicionário da educação profissional. Belo Horizonte: Núcleo de Estudos sobre Trabalho e Educação, 2000.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e trabalho: bases para debater a educação profissional emancipadora. Perspectiva, v. 19, n. 1, p. 71-87, jan./jun. 2001.

______. A polissemia da categoria trabalho e a batalha das ideias nas sociedades de classe. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40, p. 168-194, jan./abr. 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Resolução 4/2016: estimativas populacionais para Estados e Municípios. Brasília: Diário Oficial da União, 2016.

LIMA, Gloria Aparecida Oliveira; CABANAS, Ana. Teoria & prática: a dicotomia do curso técnico de enfermagem. In: Encontro Latino Americano De Iniciação Científica; Encontro Latino Americano de Pós-Graduação; Encontro Latino Americano de Iniciação Científica Júnior. Anais... , São José dos Campos: Universidade do Vale da Paraíba, 2011.

LOPONTE, Luciana Neves. Juventude e educação profissional: um estudo com alunos do IFSP. São Paulo: Novas Edições Acadêmicas, 2015.

MACHADO, Geraldo Ribas. Perfil do egresso da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 337f. Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2010.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 1, n. 1, p. 8-22, 2008.

MILAN, Gabriel Sperandio et al. A qualidade dos serviços prestados por uma IES e a satisfação dos alunos no contexto do Curso de Administração. Revista Alcance, v. 22, n. 4, p. 538-552, out./dez. 2015.

MORAES, Gustavo Henrique; ALLAIN, Olliver; WOLLINGER, Paulo Roberto. A história estrutura e políticas da educação profissional no Brasil. Florianópolis: IFSC, 2017.

MOURA, Dante Henrique. Ensino médio e educação profissional: dualidade histórica e possibilidades de integração. In: MOLL, Jaqueline et al. (Orgs.). Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 58-79.

NASTARI, Roberta Loboda Biondi. Três ensaios em economia da educação. 134f. Doutorado em Economia de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. São Paulo, 2015.

OLIVEIRA, Salvador Rodrigues de; BATISTA, Sueli Soares dos Santos. Empregabilidade e inserção social dos jovens como desafios para a educação profissional e tecnológica. Impulso, v. 27, n. 70, p. 55-66, 2017.

RODRIGUES, Claudio Henrique Viegas. A condição de empregabilidade de egressos do curso técnico em Administração do Colégio Universitário UFMA. 129f. Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Maranhão. São Luís, 2015.

SALES, Paula Elizabeth Nogueira; HEIJMANS, Rosemary Dore; SILVA, Carlos Eduardo Guerra. Análise multinível da transição estudantil do curso técnico para o ensino superior. Estudos em Avaliação Educacional, v. 28, n. 69, p. 896-925, 2017.

SAMPAIO, Marcus Vinicius Duarte et al. Empregabilidade e perfil da inserção de egressos do IFRN no mercado de trabalho. In: Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação. Anais... Salvador: IFBA, 2013.

SCHWARTZMAN, Simon. Educação média profissional no Brasil: situação e caminhos. São Paulo: Fundação Santillana, 2016.

SEVERNINI, Edison Roberto; ORELLANO, Verônica Inês Fernandes. O efeito do ensino profissionalizante sobre a probabilidade de inserção no mercado de trabalho e sobre a renda no período pré-planfor. Economia, v. 11, n. 1, p. 1-22, jan./abr. 2010.

SILVA, Danielle Chagas Pereira da; GRAZZIANO, Carlos Roberto; CARRASCOSA, Andréa Corrêa. Satisfação profissional e perfil de egressos em fisioterapia. ConScientiae Saúde, v. 17, n. 1, p. 65-71, 2018.

SILVA, Patricia Elizabeth da. Estudo da (i)mobilidade ocupacional dos egressos do curso técnico em enfermagem da Escola de Saúde Pública do Ceará. 103f. Mestrado em Educação Profissional em Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, 2016.

VIEIRA, Kelmara Mendes; MILACH, Felipe Tavares; HUPPES, Daniela. Equações estruturais aplicadas à satisfação dos alunos: um estudo no curso de ciências contábeis da Universidade Federal de Santa Maria. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 48, p. 65-76, set./dez. 2008.

Publicado
2020-01-21