Intencionalidades formativas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST): o movimento social como sujeito educativo na escola de acampamento

  • Fernando José Martins Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Janaine Zdebski da Silva Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Palavras-chave: MST, Ocupação da escola, Forma organizativa, Formação política

Resumo

Artigo de abordagem qualitativa, com objetivos exploratórios e de caráter bibliográfico e documental tem por objetivo problematizar como o MST vem se constituindo como sujeito educativo e incidindo sobre a intencionalidade formativa das escolas de acampamento de modo a construir a ocupação da escola por meio das Escolas Itinerantes. Observamos que este processo se evidencia nas Itinerantes em suas dimensões política, pedagógica, sociocultural e coletiva, por meio de contradições, desafios e potencialidades. Ao entendermos o MST como sujeito educativo que possui determinada forma organizativa conectada ao projeto de classe, indicamos a possibilidade de contribuir com as reflexões e aproximações de diferentes povos latino-americanos que tem em comum a luta contra a opressão.

Publicado
2019-01-24