O turismo cultural-religioso em Foz do Iguaçu: patrimônio cultural na região trinacional (Argentina, Brasil e Paraguai)

  • Marta Eriana Klaus Manfrin Universidade Estadual do Oeste Paranaense (UNIOESTE)
  • Tarcísio Vanderlinde Universidade Estadual do Oeste Paranaense (UNIOESTE)
Palavras-chave: Patrimônio cultural, turismo, memória, identidade.

Resumo

Este trabalho procura descrever o patrimônio cultural sobre o cenário do turismo religioso em Foz do Iguaçu, região da tríplice fronteira. Com a diversidade cultural nesse local, nota-se o desenvolvimento do turismo religioso, que contribui para o aumento de divisas para o município. Diante disso, observa-se que o patrimônio cultural, tanto material quanto imaterial, demonstra as identidades de grupos nesse local, que são fluídas, mutáveis e variáveis, conforme o tempo e o lugar, propiciando ao público o conhecimento da memória, por meio do patrimônio cultural, que se efetua como uma tradição transmissível de comportamentos apreendidos em uma identidade coletiva e individual.

Referências

BOULLÓN, Roberto. Planejamento do espaço turístico. 3 ed. São Paulo: Edusc, 2002.
BOYER, Marc. História do turismo de massa. Bauru: EDUSC, 2003.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; Centro Gráfico, 1988.
CANDAU, Joel. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2016.
CASANOVA, Pablo Gonzalez. As novas ciências e as humanidades: da academia à política. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. 22 ed. Petrópolis: Vozes, 2014a.
______. A cultura do plural. São Paulo: Papirus, 2014b.
ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano: a ausência das religiões. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.
ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.
GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros: verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de janeiro: LTC, 2014a.
______. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. 14 ed. Rio de Janeiro: Petrópolis, 2014b.
GOODY, Jack. O roubo da história. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2015.
LE GOFF, Jacques. História e memória. 7 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2013.
OMENA, Tânia Guimarães. A procura do equilíbrio do mercado turístico. Boletim Técnico Senac, v. 15, n. 29, p. 29-39, 1989.
POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Estudos Históricos, v. 5, n. 10, p. 200-202, 1992.
RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.
SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014, p. 73-102.
SILVEIRA, Emerson Sena da. Turismo e consumo: a religião como lazer em Aparecida. In: ABUMANSSUR, Edin Sued (Org.). Turismo religioso: ensaios antropológicos sobre religião e turismo. Campinas: Papirus, 2003, p. 69-106.
SILVEIRA, Emerson Sena da. Turismo religioso no Brasil: uma perspectiva local e global. Revista Turismo Em Análise, v. 18, n. 1, p. 33-51, 2007a.
______. Por uma Sociologia do Turismo. Porto Alegre: Editora Zouk, 2007b.
URRY, John. O olhar do turista: lazer e viagens nas sociedades contemporâneas. São Paulo: Studio Nobel, 1996.
WAGNER, Roy. A invenção da cultura. São Paulo: Cosac Naify. 2010.
XAVIER, Herbe. A percepção geográfica do Turismo. São Paulo: Alleph, 2007.
WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014, p. 7-72.
Publicado
2019-09-17