Paisagem e fronteira nas questões territoriais entre Argentina e Brasil (1860-1914)

  • Cezar Karpinski
  • Daniela Ivanna Galli Matiauda

Resumo

Neste artigo temos por objetivo aprofundar as discussões sobre os conflitos pelo domínio da paisagem Cataratas do Iguaçu no final do Século XIX. Com o auxílio de fontes primárias, coletadas principalmente na Argentina, e bibliografia especializada, iniciamos uma discussão sobre as interconexões entre fronteira e paisagem e como estas categorias auxiliam a compreensão das definições territoriais na região estudada. Nos documentos analisados, principalmente os relatos de viajantes, o laudo arbitral e outras publicações da época, foi possível perceber múltiplos e distintos interesses permeando as relações internacionais entre Brasil e Argentina na resolução de uma contenta herdada de Portugal e Espanha. Nosso principal objetivo é demonstrar como o litígio da chamada “Questão de Palmas” e seus desdobramentos influenciaram as ações que definiram o limite numa das paisagens de fronteira mais famosas do mundo, as Cataratas do Iguaçu.

Publicado
2017-06-09
Seção
Artigos