Trabalho e inserção social: identidade e etnicidade nas frentes de trabalho da hortelã na microrregião de Toledo, Paraná

  • Francisco André Pedersen Voll Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Erneldo Schallenberger Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Palavras-chave: Relações de trabalho, inserção sócioprodutiva, identidade, hortelã

Resumo

A partir da década de 1950 a microrregião de Toledo/PR foi ocupada por frentes populacionais originarias de várias partes do país, sendo que uma das maiores foi a de trabalhadores vindos de estados ao norte do Paraná. Estas pessoas trabalharam nas lavouras de hortelã durante um período em que os derivados desta planta, sobretudo o mentol, alcançaram um preço elevado no mercado internacional. Os “sujeitos da hortelã” tiveram de se inserir em um espaço já ocupado por outros grupos, fossem colonos vindos do sul do país ou do Estado de São Paulo, e tiveram de encontrar e construir o seu espaço. Apesar de estranhamentos relacionados aos diferentes modos de vida, os sujeitos da hortelã conseguiram os seus espaços de sociabilidade dentro desta região enquanto estiveram inseridos pelo viés socioprodutivo

Publicado
2018-09-11
Seção
Artigos